quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Futebol / Madureira mescla experiência e juventude

Determinado a ser, mais uma vez, a “pedrinha no sapato” dos grandes clubes, que se reforçam para a temporada de 2008 – sendo que alguns deles, no caso, Fluminense e Flamengo, montando supertimes – o Madureira vai, aos poucos, compondo um elenco competitivo para a disputa do Campeonato Estadual e da Copa do Brasil.
Além de jogadores experientes como os zagueiros Odvan e Paulo César, o Tricolor Suburbano contará também com uma nova safra de atletas. O zagueiro Jádson e o atacante Vivinho, que foram emprestados, respectivamente, ao Aperibense e ao Sendas para a disputa do Campeonato Carioca da 3ª Divisão, já estão reintegrados e à disposição do técnico Carlos Roberto. Os dois jogadores foram destaques em seus times que, coincidentemente, subiram para a Segundona carioca.
E as novidades não ficam por aí. Às vésperas do Natal, a diretoria anunciou a contratação de mais três jogadores: o lateral-direito Clayton (ex-Itumbiara-GO), o meia Amaral (ex-Volta Redonda-RJ) e o atacante Creedence (ex-Santa Cruz-PE).
Outro reforço é um velho conhecido da torcida: Muriqui. Revelado em 2004 pelo clube, o atacante, de 21 anos, disputou os estaduais de 2004, 2006, 2007 com a camisa do Madureira e em 2005 teve uma boa passagem pelo Vasco.
Este ano, o jogador disputou a Série B pelo Avaí-SC, sendo o destaque do time catarinense. Para 2008, o jogador espera repetir as boas campanhas dos anos de 2006, quando se sagrou campeão da Taça Rio, e na de 2007, sendo finalista da Taça Guanabara.


O atacante Creedence Clearwater Couto (foto) é uma das caras novas do Madureira para 2008

Karatê / Rio fica em terceiro no Brasileiro de Kata

O Rio de Janeiro subiu ao pódio no Campeonato Brasileiro de Kata - Individual e Equipe 2007, realizado na cidade de Uberlândia/MG. A seleção carioca obteve a 3ª melhor colocação no resultado final, entre 15 estados participantes.
A competição aconteceu nos dias 1 e 2 de dezembro, no ginásio do Uberlândia Tênis Clube, promovida pela Confederação Brasileira de Karatê (CBK) e organizada pela Federação Mineira de Karatê (FMK).
Os atletas cariocas chegaram a liderar o quadro de medalhas, com destaque para os karatecas Christian Pontes (bicampeão), Janaína Lima (tricampeã) e Deise Oliveira, que conquistou o tetracampeonato. Mas a seleção baiana manteve a regularidade durante os dois dias de competição e faturou o lugar mais alto do pódio.
A classificação final do campeonato ficou assim: 1º lugar – Bahia (7 medalhas de ouro, 3 de prata e 8 de bronze); 2º lugar – São Paulo (6 medalhas de ouro, 10 de prata e 18 de bronze); 3º lugar – Rio de Janeiro (6 medalhas de ouro, 7 de prata e 7 de bronze).

Premiação para os melhores do judô carioca

A temporada 2008 do judô carioca vai começar oficialmente no dia 23 de janeiro, quando a Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro promove a entrega do prêmio “Melhores de 2006 e 2007” para homenagear atletas, agremiações e árbitros vencedores do ranking das duas temporadas, além de personalidades da modalidade.
A grande festa acontecerá no auditório do Estádio Célio de Barros (Maracanã - Portão 17), a partir das 16 horas.

Foto: Divulgação TBG

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Squash / Academia Estácio divulga calendário para 2008

O ex-técnico da seleção brasileira de squash e atual coordenador da modalidade na Academia Estácio (da Universidade Estácio de Sá), na Barra da Tijuca, Antonio Carlos Roldão (foto), acaba de divulgar o calendário dos Leagues Estácio Squash que serão realizados na temporada de 2008.

1º League - 03/01 a 14/02- término das inscrições em 28/12/07
2º League - 26/02 a 10/04 - término das inscrições em 20/02/08
3º League - 23/04 a 29/05 - término das inscrições em 17/04/08
4º League - 10/06 a 31/07 - término das inscrições em 05/06/08
5º League - 12/08 a 14/09 - término das inscrições em 07/08/08
6º League - 07/10 a 20/11 - término das inscrições em 02/11/08
Torneio de Equipes - 02/12 a 09/12 - término das inscrições em 26/11/08

Os atletas interessados em participar dos torneios podem obter maiores informações pelo telefone (21) 7837-3420 - Let Eventos, com o próprio Roldão.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Cursos práticos, rápidos e quase de graça para fazer no recesso esportivo

Neste período em que as competições esportivas aqui no Rio, de um modo geral, estão recesso, uma boa pedida para a galera que curte, pratica e tem interesse em se aprofundar nesse fascinante universo do esporte é, sem dúvida, adquirir ou aprimorar conhecimentos sobre o tema.
Durante quatro semanas, de janeiro a fevereiro próximos, a Universidade Estácio de Sá estará oferecendo cursos de férias abertos a toda comunidade ao custo de apenas R$ 15 cada um, em suas diversas unidades espalhadas pelos quatro cantos do nosso estado.
O ESPORTEAGITO “fuçou” o site da Universidade e encontrou algumas oportunidades interessantes para a turma do esporte. Aí vão as dicas:

* Para o pessoal mais ligado à comunicação, recomendamos os cursos de Edição Esportiva e de Marketing Esportivo.
* Já a galera da Educação Física e os praticantes de alguma modalidade esportiva têm um bom leque de opções: Defesa Pessoal (masculina e feminina); Iniciação à Prática do Voleibol; Iniciação ao Atletismo; Iniciação ao Surfe; Massagem para Atletas; Musculação; Regras para Arbitragem de Futsal; Técnicas de Recreação; Teoria e Prática de Alongamento; Recepcionista para Academia de Ginástica; Reeducação Postural e Alongamento com Dança; e Biodança, entre outros. É só escolher!
* Na área de Fisioterapia, os interessados podem optar, por exemplo, pelos cursos de Drenagem Linfática, Iniciação à Massoterapia, e Reabilitação Geriátrica.
* E para quem curte terapias alternativas, um cursinho de Anti-Stress e Relaxamento cai muito bem, assim como Introdução ao Tai Chi Chuan ou Aprendendo a Meditar.
Todos os cursos têm a carga horária de 16 horas, divididas em quatro encontros de quatro horas cada. As inscrições podem ser feitas em qualquer unidade da Estácio ou pela internet, no site dos
Cursos de Férias até o segundo dia de aula.

Coluna / POR ONDE ANDA?



Rodrigo Serpa
roserpa.agito@gmail.com

Ricardo Gomes: o eterno xerife das Laranjeiras

Aos 43 anos, o ex-zagueiro Ricardo Gomes vem se destacando a cada ano como treinador, pelo mundo da bola.
Nascido em 13 de dezembro de 1964, Ricardo Gomes Raymundo, começou sua carreira como jogador pelo Fluminense no início da década de 80. Saindo da equipe de juniores, o zagueiro acabou se destacando durante o tricampeonato estadual (1983-84-85), além do Brasileiro de 1984, pelo Tricolor das Laranjeiras, ao lado de Duílio. Com resultados tão positivos, não foi difícil ganhar a primeira oportunidade de vestir a amarelinha, embora não tenha sido convocado para disputar a Copa do México, em 1986.
Em 1987, Ricardo Gomes teve de enfrentar sua primeira grave contusão, que acabou interrompendo suas participações pela seleção brasileira. Todavia, 1989 foi o ano da consolidação. Atuando pelo Benfica, onde já tinha conquistado o campeonato português em 1988/89, a serviço das “águias”, Gomes retornava à seleção, conquistando a Copa América e já ganhava a condição de capitão durante as Eliminatórias para Copa de 90, na famosa “Era Dunga”.
Pelo Benfica, voltou a sagrar-se campeão em 1990/91, transferindo-se em seguida para o Paris Saint-Germain FC, onde conquistou o campeonato francês de 1993/94 e a Copa da França de 1993, ao lado de Raí e Valdo.
Apesar do fraco desempenho da seleção na Copa da Itália, Ricardo Gomes continuou com prestígio nas convocações posteriores, principalmente nas eliminatórias de 1993, que daria início ao caminho do tetracampeonato mundial. Apesar de só ter atuado nas quatro últimas partidas das Eliminatórias, devido a uma contusão abdominal, o zagueiro preferido de Carlos Alberto Parreira tinha conseguido marcar três gols.
No entanto, os deuses da bola não deixaram Ricardo Gomes comemorar com seus companheiros nos Estados Unidos. No último amistoso antes da estréia da Copa do Mundo, contra a seleção de El Salvador, o jogador sofreu uma lesão muscular aos 21 minutos, que o cortaria do Mundial.
Em 1995, ainda conseguiu mais uma Copa da França para depois retornar ao Benfica e conquistar a Taça de Portugal na temporada 1995/96 e, então, encerrar a carreira.
Assumiu o cargo de treinador do Paris Saint-Germain ainda em 1996 e levou sua equipe à final da Taça dos Vencedores das Taças (Recopa Européia) de 1997, perdendo para o Barcelona por 1 a 0, o que acabou impedindo o bicampeonato da equipe parisiense. Porém, no ano seguinte, o PSG conquistou as taças da França e da Liga.
Embora apresentasse excelentes resultados, Ricardo Gomes decidiu voltar ao Brasil para adquirir mais experiência. Começou dirigindo a equipe do Vitória da Bahia (1999-2000), seguida pelo Sport Recife (1999), Guarani (2001), Coritiba (2001) e Juventude (2002). À frente da equipe de Caxias do Sul, obteve seus melhores resultados, que o levarm ao comando da seleção brasileira olímpica (sub-23). Ficou por lá até 2004, quando então conseguiu realizar o sonho de dirigir o Fluminense, seu time de coração, que contava com os “medalhões” Romário, Edmundo, Ramon e Roger. Acabou não dando muito certo e Gomes se transferiu para o arquirrival Flamengo, mas também não houve evolução.
Em junho de 2005 não resistiu a mais um convite do futebol francês e assumiu o clube Girondins Bordeaux, no lugar de Michel Pavon, que deixara a equipe por problemas de saúde. Acabou como vice-campeão francês da temporada 2005/2006, e, recentemente, campeão da Copa da Liga Francesa (2007). Continua no comando da equipe até hoje.
Em recente entrevista durante as comemorações do milésimo gol de Romário, o “Baixinho” afirmou que o maior zagueiro que viu jogar foi Ricardo Gomes, o xerife.

FICHA TÉCNICA

Posição: Zagueiro
Nascimento: 13/12/1964 – Rio de Janeiro
Copa: 1990
Jogos pela seleção: 52 (quatro não-oficiais)
Gol pela seleção: quatro
Clubes: Fluminense (1982-1988); Benfica-POR (1988-1991 / 1994-1995); Paris Saint-Germain-FRA (1991-1994 / 1995-1996)
Títulos: Tricampeão Carioca (1983-84-85) e Campeão Brasileiro (1984) pelo Fluminense; Campeão Português (1988/89 – 1990/91) e Taça de Portugal (1995/96) pelo Benfica; Campeão Francês (1993/94) e Copa da França (1993 e 1995) pela França.
Títulos como treinador: Copa da França (1998); Copa Nordeste (1999) e Copa da Liga da Francesa (2007).
O que faz hoje: Técnico do Girondins Bordeaux-FRA

Saúde & Boa Forma / Alívio seguro e duradouro para dor de cabeça


Calcula-se que no Brasil 25 milhões de pessoas sofram de dores de cabeça. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 80% das mulheres e 67% dos homens habitantes dos países desenvolvidos já tiveram dores de cabeça ocasionadas por tensão.
Para essas pessoas, a dor de cabeça afeta a vida profissional e doméstica. Gente que falta ao trabalho, ou que trabalha muito aquém das possibilidades, pela dor excessiva. Gente que deixa de ir a uma importante festa ou de sair com os amigos porque não consegue simplesmente abrir os olhos.
Com base em suas experiências, dois neurologistas norte-americanos – os médicos Dr. David Sudderth e Dr. Joseph Kandel – escreveram um livro que acaba de ser editado no Brasil. A Cura da Dor de Cabeça (Idéia e Ação, selo da Matrix Editora, 328 páginas) ensina que a chave para um alívio seguro e duradouro está em identificar, primeiramente, o tipo de dor da qual se sofre, de modo a encontrar o tratamento correto. Na obra eles ensinam métodos de auto-avaliação para determinar, com certeza absoluta, a causa da dor.
O livro mostra também como identificar os maiores gatilhos da dor de cabeça (como certos alimentos e condições climáticas ou falta de sono) — alguns dos quais a maioria das pessoas nem imagina que existam.
Um livro para acabar com aquela sensação de falta de controle sobre a própria vida, causada pela incerteza de quando a próxima crise de dor vai atacar.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Coluna / AGITANDO O PAPO



Lauro Freitas Fº
esporteagito@gmail.com



Estadual sem charme
Cardoso Moreira, Resende, Macaé, Mesquita e Duque de Caxias são os novos emergentes do futebol do Rio. Subiram à Primeira Divisão estadual por méritos próprios e graças ao apoio que receberam das suas prefeituras ou de patrocinadores privados. Estão de parabéns!
O mesmo, infelizmente, não se pode dizer de São Cristóvão, Bonsucesso, Olaria, Portuguesa, Campo Grande e até do CFZ do Zico – clube empresa que conta até com parceria internacional, e por isso mesmo, não deveria carecer de infra-estrutura para ter um melhor desempenho dentro de campo. Está na hora dos dirigentes desses clubes de menor investimento se portarem com mais seriedade e profissionalismo, respeitando as tradições de suas agremiações. Tenho certeza que se houverem bons projetos para esses clubes não faltarão investidores, parceiros, patrocinadores. O Madureira é um exemplo disso.
Quem mais perde com ausência dos times da capital é o torcedor carioca, que verá um campeonato bem menos charmoso. Ou alguém duvida que um Flamengo x São Cristóvão teria muito mais apelo de público que um Flamengo x Resende (com todo respeito ao Resende), ainda mais que, pelo regulamento do Estadual 2008, os clubes grandes só jogarão no Maracanã, no Engenhão e em São Januário?
A tabela divulgada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro marca para o Maracanã, na rodada de abertura, o Fluminense enfrentando o Cardoso Moreira, no sábado, e Flamengo x Boavista, no domingo. Só mesmo a curiosidade dos torcedores tricolores e rubro-negros – caso os técnicos dos dois times resolvam escalar os novos contratados para a disputa da Libertadores – será capaz de levar mais de 5 mil pessoas ao estádio. Alguém duvida?

Aliás...
Com tanto time desconhecido, bem que a Federação poderia reeditar o Torneio Início, que fazia sucesso nas décadas de 60 e 70. Sugiro até a fórmula: oito times (dois grandes) jogando no sábado e os outros oito no domingo, em substituição à rodada de abertura. Jogos de 20 minutos, em sistema de mata-mata, sendo que em caso de empate no tempo normal aponta-se o vencedor por disputa de pênaltis. Arquibancada vendida a R$ 10 e cadeiras azuis a R$ 5. Fica aí a idéia.

Sinal de alerta
A equipe de juniores do Flamengo perdeu por 2 a 1 para o Cruzeiro e deu adeus à chance de chegar às semifinais do Campeonato Brasileiro sub-20. Fluminense e Botafogo também ficaram pelo meio do caminho.
No futebol feminino, Vasco e América fracassaram na primeira Copa do Brasil da modalidade organizada pela CBF. E o Benfica-MG, que jogava com o time do Cepe-Duque de Caxias – campeão carioca – bem que tentou: chegou às semifinais e terminou... na quarta colocação. Te cuida, futebol carioca!

Montenegro fez escola
Sem entrar no mérito de sua administração à frente do Botafogo, o fato é que o cartola Bebeto de Freitas (foto) vem destruindo rapidamente a boa imagem que construiu como técnico da geração de prata do vôlei brasileiro e grande comandante da esquadra italiana campeã mundial na modalidade.
Como dirigente, vem dando verdadeiros shows públicos de arrogância, prepotência e destempero. O mais recente aconteceu ontem (domingo), no programa EsporteVisão, da TV Brasil. Descontrolado, Bebeto interrompeu uma pergunta do jornalista Rafael Roque, do jornal O Dia, e começou a desancar o repórter e o mediador Márcio Guedes, chamando-os de “desinformados” e “mentirosos”, o que gerou um bate-boca que quase interrompeu o programa.
Depois, mais calmo, Bebeto tentou explicar – ainda que com visível irritação – que a saída de Juninho do Botafogo já era esperada pela diretoria, pois há tempos havia repassado à empresa MFD, de propriedade de dois investidores alvinegros, 100% dos direitos econômicos do jogador. Apesar disso, o presidente garante que os tais investidores “não têm nenhum interesse financeiro no futebol”. Tá certo. Agora, conta outra.

Ainda os cartolas
Se já era estapafúrdia a atitude do prefeito César Maia em “tombar” a torcida do Flamengo através de ato oficial, como classificar, então, a iniciativa do presidente rubro-negro Márcio Braga, que homenageará o alcaide nesta terça-feira, às 10 horas, em agradecimento ao factóide?

Papai Noel no ringue
Os fãs do boxe clássico, como eu, vão ganhar um belíssimo presente neste Natal. O canal ESPN Internacional (canal 60 da Net) programou um pacote de lutas históricas que justifica a denominação de “nobre arte” dada à modalidade. No dia 25, às 20h30, o aperitivo é Lennox Lewis x Tommy Morrison (1995). No dia seguinte, programa duplo: às 22h, Lewis x Shannon Briggs (1998) e, às 22h30, Alexis Arguello x Aaron Pryor (1983) - foto à direita.
A maratona prossegue na quinta-feira, dia 27, com Lennox Lewis x Frank Bruno, às 21h30, e o primeiro confronto entre Vinny Pazienza e Greg Haugen, ocorrido em 1987. A revanche dessa luta, que aconteceu em 91, será mostrada no dia 28, às 21h30.
Há programação de boxe prevista também para o dia 29, às 22h, e para o dia 30, às 4 horas da manhã, porém as lutas não foram divulgadas. Pra quem gosta do esporte, um prato cheio.

Das estrelas para os carentes
Que tal ver de perto grandes ídolos do futebol e ainda contribuir para um final de ano menos sofrido da população carente da nossa cidade? Esta é a oportunidade que o eterno craque Zico (foto), o Galinho de Quintino, proporciona a todos nós no próximo dia 27, no Maracanã, quando promoverá o Jogo das Estrelas, cuja renda total será doada a instituições filantrópicas. Em seu site, Zico já dá como confirmadas as presenças, entre outros, dos campeões mundiais de clubes – título conquistado neste domingo ­– Seedorf, Emerson e Serginho (Milan); do astro da seleção japonesa, Nakata; dos paraguaios Arce e Gamarra; de ídolos do passado como Júnior, Raí, Bebeto, Renato Gaúcho, Aldair e Zinho; e de jogadores em atividade como Vagner Love, Edmundo, Ibson, Carlos Alberto (ex-Flu e Corinthians), Alex Dias e Gabriel, além da assistente Ana Paula Oliveira. Os ingressos custam R$ 10 para arquibancada e R$ 6 para as cadeiras azuis. Todo mundo lá!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Madureira traz técnico campeão e filho de Zico como reforços

O Madureira parece estar mesmo disposto a repetir o bom desempenho dos últimos anos no Campeonato Estadual, e ser aquela “pedrinha no sapato” dos grandes clubes. E, para isso, a diretoria do clube já trata de reforçar a equipe. A começar pelo comando técnico. Carlos Roberto (foto à esquerda), que conquistou o título estadual pelo Botafogo no ano passado, foi confirmado como treinador para a temporada 2008. O clube já estava quase acertado com Alfredo Sampaio, porém o técnico recebeu e aceitou a proposta do Vasco da Gama para ser o auxiliar de Romário.
Dentro das quatro linhas, o Tricolor Suburbano também tem novidades. A principal delas é a contratação de Thiago Coimbra (foto à direita), de 24 anos, filho do eterno ídolo rubro-negro Zico. O jogador começou sua carreira no CFZ do Rio e em 2006 se transferiu para o Flamengo. No início deste ano foi para o Portimonense, de Portugal, mas sofreu uma lesão grave no braço que o deixou afastado dos gramados por um bom tempo.
Outro ex-rubro negro que vestirá a camisa do Madureira no próximo Estadual é o lateral-direito China, que disputou o Brasileirão da Série B pelo Avaí-SC neste ano. China, de 27 anos, foi revelado no Flamengo e em 2005 se transferiu para o Bochum, da Alemanha, onde conquistou o título da segunda divisão. Teve, ainda, passagens por Paysandu-PA e Coritiba-PR. Os dois jogadores assinaram contrato até maio de 2008.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Volta Redonda dispensa Cleito e ‘repatria’ Schneider

Pedro Leonardo

No início desta semana, o Voltaço anunciou a dispensa do lateral-direito Cleito (foto à direita). O jogador, que foi uma indicação do técnico Válter Ferreira, vai embora após uma passagem relâmpago pelo clube. Contratado após se destacar na Série C jogando pelo Itumbiara-GO, participou de apenas 30 minutos no jogo-treino contra o Guanabara.
De acordo com o jornal Diário do Vale, para o lugar de Cleito o clube acertou o retorno do lateral-direito Schneider (foto à esquerda). O jogador volta à Cidade do Aço após passagens por Fluminense, Nova Iguaçu, Gama e Madureira.
Schneider, de 25 anos, fez parte do elenco que conquistou a Taça Guanabara e o vice-estadual em 2005. Naquele ano, foi negociado com o Fluminense junto com o goleiro Lugão e o atacante Léo Guerra, que voltaram ao clube em novembro.

CBF divulga tabela da Copa do Brasil 2008

A CBF divulgou nesta quarta-feira a tabela da Copa do Brasil 2008. A competição, que começa em 13 de fevereiro, dá ao campeão uma vaga na Taça Libertadores 2009. Entre os 64 clubes, há quatro do Rio: Vasco, Botafogo, Madureira e Volta Redonda.
Na rodada de abertura, o Vasco enfrenta o Itabaiana-SE em Aracaju e o Volta Redonda vai a Apucarana, no Paraná, onde pega o Roma. Os jogos de volta acontecem no dia 27 de fevereiro.
Já Botafogo e Madureira fazem seus jogos de ida no dia 27. O alvinegro vai para o Acre, onde joga contra o Rio Branco, na Arena da Floresta. O tricolor suburbano recebe o ABC de Natal em Moça Bonita. As partidas de volta estão marcadas para 5 de março.
Flamengo e Fluminense estão fora da Copa do Brasil porque times classificados para a Taça Libertadores não podem disputar a competição.
A tabela completa da Copa do Brasil está no site oficial da CBF (
www.cbfnews.uol.com.br).

Americano reforma estádio para o Estadual

Pedro Leonardo

O estádio Godofredo Cruz, casa do Americano de Campos, vai passar por reformas emergenciais para receber jogos do Estadual e da série C do Brasileiro. As obras começaram após a abertura de um inquérito para apurar as condições dos estádios do Norte Fluminense.
Segundo o jornal Folha da Manhã, o promotor Marcelo Lessa pretende checar também a situação dos estádios Ary de Oliveira e Souza (do Goytacaz), Sebastião de Almeida Silva (em São Fidélis) e José Viana Sales (em São João da Barra).
César Gama, presidente do Americano, concorda que o Godofredo Cruz apresenta problemas, mas terá condições de receber jogos do Estadual. “O nosso estádio não é moderno, mas cumprimos com as exigências que foram feitas”, disse o dirigente.
O primeiro jogo do Americano no Godofredo Cruz será em 30 de janeiro, contra a Cabofriense.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Livro desvenda os ‘mistérios’ do futebol para as mulheres

“Quem é aquele cidadão todo de preto correndo de um lado para o outro no campo?”; “Se futebol é jogado com os pés, porque aquele jogador com camisa diferente pode jogar com as mãos?”
A partir de agora, perguntas como estas não serão mais motivos para que as mulheres paguem verdadeiros “king kongs” perante a rapaziada. A Gryphus Editora, do Rio de Janeiro, está lançando o livro A Linha da Bola – Tudo que as mulheres precisam saber sobre futebol e os homens nunca souberam explicar!, da jornalista baiana Clara Albuquerque, vascaína assumida, de 24 anos, aficionada pelo mundo da bola.
Na publicação – um guia para mulheres (e homens!) que ajuda a entender as minúcias desta paixão nacional –, a autora trata o assunto com muito bom humor e descontração, driblando o preconceito e provando que as chuteiras podem dar lugar ao salto alto.
Todos os 11 capítulos são subdivididos em “Pretinho Básico”, “Esporte Fino” e “Passeio Completo”, termos através dos quais Clara discorre sobre informações do universo futebolístico como a história do esporte, número de jogadores em cada time, modelos de uniformes, esquemas táticos, posições, principais técnicos e jogadores da história, incluindo breves biografias, clubes em que jogaram e número de gols.
O livro tem o prefácio escrito por Glenda Kozlowski, apresentadora da TV Globo. Vanessa Riche, do Sportv, faz uma apresentação e Marcelo Duarte, do canal ESPN, escreve o texto das orelhas. Imperdível!

Taekwondo brasileiro vai à Pequim, mas sem Diogo Silva

O Brasil acaba de garantir a participação em mais uma modalidade nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Três lutadores brasileiros conquistaram a medalha de ouro na seletiva pan-americana de taekwondo, disputada em Cáli, na Colômbia, e carimbaram seus passaportes para a China.
O primeiro a conquistar vaga foi o paulista Márcio Wenceslau, campeão da seletiva na categoria até 58 kg. As duas representantes brasileiras na competição feminina também brilharam e subiram ao topo do pódio. Natália Falavigna venceu na categoria até 67kg e Débora Nunes foi a campeã na disputa até 57kg.
Vice-campeões dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007, Márcio e Natália têm a possibilidade de disputar os Jogos Olímpicos pela segunda vez. Em Atenas, a brasileira venceu três lutas e ficou em quarto lugar. Wenceslau perdeu o combate de estréia e foi eliminado.
Já o campeão pan-americano Diogo Silva, que era uma das grandes apostas para Pequim, decepcionou e está fora das Olimpíadas. O atleta, que foi o quarto colocado nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, perdeu para o peruano Peter Lopez na primeira luta e acabou eliminado.

Márcio Wenceslau (foto da esquerda) e Natália Falavigna (foto da direita) são as maiores esperanças de medalha para o taekwondo brasileiro nas Olimpíadas de Pequim
Fotos: Alex Ferro/Divulgação/COB

Destaques paraolímpicos serão premiados na grande festa do esporte

Exemplos de uma vida de superação e dedicação ao esporte, a remadora Cláudia Cícero dos Santos e o nadador Daniel Dias receberão o prêmio de “Melhores Atletas Paraolímpicos” do ano na cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico 2007, que será realizada na próxima segunda-feira, dia 17, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.
Cláudia foi a grande vencedora e recordista mundial de remo adaptado, na categoria single skiff, no Campeonato Mundial, realizado em setembro, na Alemanha. Já Daniel Dias foi o maior medalhista brasileiro nos Jogos Parapan-Americanos Rio 2007, quando conquistou oito medalhas de ouro.
Vítima de um atropelamento em 2000, Claudia ficou quase um ano sem andar. Hoje, é a melhor atleta do mundo de remo adaptado. Trabalhando como costureira e telefonista, o esporte entrou na vida de Claudia há menos de um ano através de um projeto social, que a encaminhou para a natação e posteriormente ao remo.
Já Daniel Dias (foto) descobriu a natação aos 16 anos, ao assistir pela TV os Jogos Paraolímpicos de Atenas, em 2004. Agora, aos 19, Daniel já é recordista mundial. A má formação congênita dos membros superiores e da perna direita não impediu que esse paulista de Campinas se encantasse com o esporte e se tornasse um campeão.
Foto: Eduardo Rocha/Divulgação/CPB

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Vasco e Flamengo vão decidir título do basquete carioca

Comandada pelo ala Arthur, destaque da partida e cestinha com 20 pontos, o Vasco da Gama derrotou nesta segunda-feira à noite o Fluminense/Pitágoras/Unimed, por 80 a 65, e garantiu vaga para enfrentar o Flamengo na disputa pelo título estadual de basquete masculino adulto.
O jogo aconteceu no ginásio do Club Municipal, na Tijuca, e encerrou a série de três jogos com duas vitórias para os vascaínos e uma para os tricolores. O primeiro jogo do playoff final contra a equipe rubro-negra está marcado para esta quarta-feira, dia 12, às 20h30min, no Maracanãzinho.

Flu adia para hoje a decisão da segunda vaga nas finais do basquete masculino

O Fluminense manteve viva a esperança de chegar às finais do Campeonato Estadual de Basquete adulto masculino, ao derrotar a equipe do Vasco da Gama por 87 a 77, na segunda partida do playoff semifinal que foi disputada neste domingo, no calorento ginásio do Clube Municipal, na Tijuca.
A equipe tricolor, mostrando mais garra e disposição, dominou o placar desde o início e ja
mais foi ultrapassado pelos vascaínos, que abusaram do direito de errar passes e conclusões. O Fluminense, embora também errando muito, foi sempre superior e mostrou mais entrosamento. No começo do terceiro quarto, o Vasco chegou a empatar o jogo em 50 a 50, mas logo a equipe das Laranjeiras reagiu e, já no quarto final, abriu até 13 pontos de diferença. Os destaques tricolores foram o ala Soró, com 23 pontos, e o pivô Mãozão, com 16. O cestinha da partida, porém, foi o ala-armador Arthur, do Vasco, que marcou 30 pontos.
Com a vitória, o Fluminense volta a enfrentar Vasco nesta segunda-feira, às 19h no mesmo local, em busca de uma vaga para a grande decisão com o Flamengo, que no sábado derrotou a Liga Macaense por 79 a 78, fechando o playoff semifinal em 2 a 0.
Os times: Vasco da Gama - Valtinho (7), Rossi (4), Jeferson (11), Márcio Cipriano (10) e Estevam (4); depois Arthur (30), Brasília (7), Luís Fernando (4), Jones e Rafael. Técnico: José Carlos Vidal
Fluminense - Sucatzky (13), Soró (23), Wanderson (15), André e Mãozão (16); depois Márcio (11), Luís Felipe (9) e Guilherme. Técnico: Flávio Davis.

Tricolores disputam mais uma bola no garrafão vascaíno, na tranqüila vitória no segundo jogo da fase semifinal
Foto: Marcella T. Freitas/EsporteAgito

Outro carioca barrado na festa


Mais um time da capital ficará de fora da festa maior do futebol do Rio em 2008. Ao perder do modesto Floresta, de Cambuci, por 2 a 0, na tarde deste sábado, em partida válida pela primeira rodada do returno da quarta fase do Campeonato Estadual da Segunda Divisão, o clube da Rua Bariri se despediu do sonho de conquistar a vaga ainda em aberto entre as 16 equipes que disputarão a Primeira Divisão estadual no ano que vem.
Floresta e Duque de Caxias brigam por essa vaga, para orgulho da população de suas respectivas cidades e decepção do torcedor carioca, que vê com tristeza clubes da tradição de Olaria, São Cristóvão, Bonsucesso, Bangu, Portuguesa e Campo Grande perderem cada vez mais espaço para equipes emergentes do interior, pela mais completa falta de infra-estrutura.

ESTE BLOG ESTÁ CHEIO DE NOVIDADES PARA VOCÊ

Amigo internauta.
Não deixe de navegar por todo o nosso blog. Confira as matérias postadas também nos meses de novembro e outubro e descubra informações bastante interessantes sobre os bastidores do esporte carioca
Aqui você vê o esporte que não está na grande mídia!

Olimpíadas 2008: Brasil já carimbou 143 passaportes

Com a conquista do bicampeonato da Copa do Mundo pela seleção masculina de vôlei, no último dia 2, no Japão, a delegação brasileira que irá disputar os Jogos Olímpicos de Pequim em 2008 já conta com 143 atletas de 17 modalidades. As modalidades já garantidas em Pequim são: ciclismo estrada, futebol (masculino), ginástica artística, ginástica rítmica, handebol (masculino e feminino), hipismo (adestramento, CCE e saltos), judô, natação, saltos ornamentais (masculino), pentatlo moderno (feminino), remo, tiro com arco, tiro esportivo, vela e vôlei (masculino e feminino). As informações são do Comitê Olímpico Brasileiro (COB)

Sendas e Aperibeense sobem à Segundona

Sendas Esporte Clube e Aperibeense decidirão o título da Terceira Divisão do Rio. Ambos já garantiram presença na Segundona do ano que vem ao vencerem, no meio da semana, respectivamente, o Paraíba do Sul (1 x 0) e o Quissamã (1 x 0 no tempo normal e 4 a 2 nos pênaltis).
A equipe do Sendas representa o município de São João de Meriti e o Aperibeense é da cidade de Aperibé.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Futsal – Reage, Rio!

Mais uma vez os clubes da capital ficam de fora da decisão do campeonato estadual de futsal, categoria masculino adulto. Pelo segundo ano consecutivo, o clássico da serra Petrópolis x Teresópolis decidirá a competição.
Flamengo, Vasco e América bem que tentaram, mas não conseguiram superar a força e a melhor estrutura dos adversários do interior do estado. Agora, com a palavra estão os dirigentes dos clubes cariocas. Até quando o torcedor da cidade do Rio de Janeiro vai ficar sem comemorar um título estadual em modalidades como futsal, vôlei, basquete feminino e futebol feminino?
No caso específico do futsal, o Vasco parece que sai na frente, com o dirigente Luisinho anunciando que a equipe deverá ser reforçada visando à conquista da Liga Futsal 2008, competição que o clube disputará pela sexta vez. Acontece que, mesmo sonhando com a contratação de jogadores como Panázio e Michel, do Flamengo, Jorge e Bruninho, do Petrópolis, e Cazuza, ex-seleção brasileira, o Vasco não estará representando propriamente a capital do estado, pois deve renovar a parceria com a Universidade de Vassouras, que no campeonato deste ano ofereceu toda a infra-estrutura necessária para sua equipe. Convenhamos, é muito pouco para o tamanho das tradições dos grandes clubes cariocas.

Vasco e Flamengo se enfrentaram no Estadual, mas nenhum dos dois times chegou à final
Foto: Divulgação/Agência Fla

COB homenageará Shinohara e Maria Esther

No próximo dia 17, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) realizará, no Teatro Municipal, a festa de entrega do Prêmio Brasil Olímpico aos destaques do esporte nacional em 2007.
E pela primeira vez em nove edições do Prêmio, o troféu de Melhor Técnico do Ano será entregue a um profissional do judô: Luiz Junite Shinohara, da seleção brasileira masculina, receberá uma homenagem especial do COB.
Aos 53 anos, Shinohara (foto) comandou o judô brasileiro no melhor ano da história da modalidade. Com seis medalhas no judô masculino no Pan do Rio, quatro no Campeonato Mundial do Rio de Janeiro e o vice-campeonato mundial por equipes, na China, o Brasil consolidou-se definitivamente como uma das potências no esporte.
Outra grande homenageada da festa será Maria Esther Bueno, a maior tenista da história do esporte brasileiro. A ex-atleta receberá o Troféu Maria Lenk.
Até a próxima segunda-feira, dia 10, a galera do esporte pode votar para escolher o melhor atleta do ano, masculino e feminino, que serão premiados durante a cerimônia. Os concorrentes masculinos são o ginasta Diego Hypólito, o judoca Tiago Camilo e o nadador Thiago Pereira, e a ginasta Jade Barbosa, a jogadora de futebol Marta e a saltadora com vara Fabiana Murer, no feminino. O público poderá escolher seus atletas preferidos através do site www.premiobrasilolimpico.com.br, ou com link no site do Comitê Olímpico Brasileiro (www.cob.org.br).

Meninas de Campos Sales dão adeus à Copa do Brasil

Depois de um início promissor, o time do América tropeçou nas suas próprias dificuldades e deu adeus antecipado ao sonho de chegar à fase final da Copa do Brasil de Futebol Feminino, ao ser derrotado pelo Mato Grosso do Sul por 3 a 0, no último sábado, dia 1.
As meninas de Campos Sales ficaram sem qualquer chance de classificação, pois na primeira partida da fase semifinal, contra o Benfica de Minas Gerais (que disputa a competição em parceria com o Cepe/Caxias – campeão estadual do Rio na categoria), já haviam perdido de 1 x 0.
O outro representante carioca, o Vasco da Gama, foi eliminado ainda na fase de classificação

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Rexona-Ades é penta no Estadual de vôlei feminino

Pedro Leonardo
pleonardo@gmail.com

Com a vitória de 3x0 (25-23, 25-15 e 25-18) sobre o Fiat Minas/Resende na quinta-feira, dia 29 de novembro, o Rexona-Ades fechou a série melhor de três e conquistou seu pentacampeonato carioca. A equipe já havia vencido o primeiro jogo por 3x1.
No jogo realizado em Resende, a equipe da capital fechou o jogo em uma hora e 20 minutos. O Minas/Resende começou à frente no placar, mas após a entrada da levantadora Camilla e das ponteiras gêmeas Michelle e Monique, o Rexona-Ades virou e fez 25 a 23 em 30 minutos. Contando com a boa atuação de Camilla, as visitantes não tiveram dificuldades nos dois sets seguintes, que duraram 25 minutos.
O time campeão conta com quatro jogadoras da Seleção Brasileira que disputou a Copa do Mundo no Japão. Sassá, Fabiana, Thaisa e Fabi se reapresentaram uma partida antes da fase final. A levantadora Camilla destacou a qualidade do grupo:
“Como a Comissão Técnica diz, somos um grupo e todas têm a mesma importância. Ou seja, voleibol é isso, precisamos treinar para quando entrarmos no jogo fazermos um bom papel”.
O Estadual foi o quarto título do Rexona-Ades em 2007. Antes, a equipe havia vencido a Superliga, a Salonpas Cup e a Copa Brasil.

domingo, 2 de dezembro de 2007

Definidos os semifinalistas do Estadual adulto de basquete


Flamengo/Petrobras x Liga Macaense e Vasco da Gama/Universo x Fluminense/Pitágoras/Unimed começam a disputar, a partir da próxima sexta-feira, numa melhor de três, os playoffs que apontarão as duas equipes finalistas do Campeonato Estadual de basquete masculino adulto.
Flamengo e Vasco terminaram o returno da fase classificatória com os melhores desempenhos, credenciando-se como favoritos ao título. O Fluminense aparece como terceira força e pode surpreender, assim como a Liga Macaense, 4º colocado, com uma campanha de nove vitórias e cinco derrotas – mesma pontuação do time tricolor, porém com menor saldo de cestas.
Os rubro-negros, embalados pela excelente performance de 13 vitórias e apenas uma derrota, têm no ala Marcelinho (foto), da seleção brasileira, o grande destaque, sendo até agora, inclusive, o craque do campeonato.
Foto: Divulgação/Agência Fla

Ademir Fonseca é o novo técnico do América

Com a saída do técnico Carlos Roberto, após a fracassada campanha na Série C do Campeonato Brasileiro deste ano, o América acaba de anunciar a contratação de Ademir Fonseca para dirigir o time no Estadual de 2008.
O treinador, com passagens por vários clubes do interior do país, comandou a equipe da Cabofriense no Campeonato Estadual do ano passado. Ademir Fonseca se reunirá nos próximos dias com a diretoria rubra para começar a traçar os planos de trabalho para a próxima temporada, que incluem a indicação de reforços para o time.

Adeus a Al Oerter e Tetsuo Okamoto

Rodrigo Serpa
roserpa.agito@gmail.com

Recentemente, o mundo dos esportes ficou órfão de dois grandes astros: Al Oerter e Tetsuo Okamoto.
O norte-americano Al Oerter, tetracampeão olímpico em lançamento de disco, permaneceu neste posto isoladamente por mais de três décadas, quando Carl Lewis igualou sua marca ao conquistar a medalha de ouro nas Olimpíadas de Los Angeles-84, Seul-88, Barcelona-92 e Atlanta-96. Mesmo assim, Oerter ainda é o único a quebrar recordes em quatro edições seguidas dos Jogos Olímpicos: Melbourne-1956, Roma-1960, Tóquio-1964 e Cidade do México-1968.
Al Oerter sofria de pressão alta e problemas cardíacos, motivos que o fizeram se ausentar do esporte por oito anos, logo após os Jogos do México. Porém, quatro anos após seu retorno, aos 43 anos, conseguiu estabelecer seu recorde pessoal em Wichita (69,46m), em 31 de maio de 1980. Há 20 anos entrou para o livro 100 Golden Moments, da IAAF, como protagonista de um dos momentos mais marcantes do atletismo no século XX.
Outra grande perda, especialmente para o esporte brasileiro, foi o ex-nadador Tetsuo Okamoto, responsável pela primeira grande conquista do país, ao ganhar a medalha de bronze nos 1500m livre dos Jogos Olímpicos de Helsinque, em 31 de julho de 1952.
Pelo desejo de viajar e conhecer novos lugares, Okamoto, com apenas 15 anos, resolveu dedicar-se intensamente aos treinos na piscina do Yara Clube de Marília-SP, e acabou superando metas quando, oito anos antes, nadava apenas para tentar se curar de problemas com asma.
Antes mesmo dos Jogos de Helsinque, o “Tachinha” (apelido ganho na época, devido ao corpo magro e à “cabeça grande”) tornara-se o primeiro brasileiro campeão dos Jogos Pan-Americanos, ao vencer os 400m e os 1.500m livres de Buenos Aires, sem falar da prata no revezamento 4x200m, todos os feitos em 1951.
Após o bronze olímpico, Okamoto participou de competições na Europa, mas, em 1954, com 20 anos e sem dinheiro de patrocínios, resolveu abandonar a carreira e aceitar o convite para cursar Geologia e Administração de Empresas nos EUA. Nos primeiros anos, ainda chegou a nadar em disputas universitárias, mas aos poucos se distanciou do esporte.
De volta ao Brasil, Okamoto trabalhou em empresas até 1976, quando abriu a Hidrotécnica Okamoto, que trabalha na perfuração de poços artesianos de São Paulo e se dedicou à sua manutenção até os últimos dias de sua vida. Sofrendo com problemas renais e fazendo hemodiálise freqüentemente, Okamoto morreu aos 75 anos, de insuficiência respiratória e cardíaca em Marília, sua cidade natal.

Conheça mais sobre Al Oerter
Nascido em 19 de setembro de 1936, em Astória (Nova York), Alfred Adolph Oerter foi o primeiro atleta a conquistar o tetracampeonato olímpico. Ele também quebrou quatro vezes o recorde mundial da prova: 61,10 m (Los Angeles-62); 62,45 m (Chicago-62); 62,62 m (Walnut-63); e 62,94 m (Walnut-64). Morreu em 1º de outubro de 2007.

Conheça sobre mais Tetsuo Okamoto
Nascido em 20 de março de 1932, em Marília-SP, Tetsuo Okamoto foi o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha olímpica. Além de nadar, apresentou um programa esportivo na Rádio Panamericana (hoje Jovem Pan), com dois grandes nomes do atletismo: Adhemar Ferreira da Silva e Elizabeth Clara Muller, nos anos 50. De sua campanha em Helsinque, não guardou nem a medalha que conquistou. Ela está em salão especial no Yara Clube de Marília. Morreu em 2 de outubro de 2007.

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Flamengo é bicampeão da OPG de juniores

Embora perdendo para o Fluminense pelo placar de 3 x 0, nesta quarta-feira, nas Laranjeiras, o time de juniores do Flamengo, comandado por Adílio, conquistou o bicampeonato da Taça Otavio Pinto Guimarães (OPG). O título rubro-negro foi assegurado no saldo de gols: na primeira partida, realizada na Gávea, o Flamengo aplicou uma goleada de 5 a 0 sobre os tricolores.
O Flamengo entrou em campo com: Paulo Victor; Davidson, Anderson Bamba, Thiago Sales e Léo Ribeiro; Marcinho, Diego Moura, Erick Flores (Wellington) e Rodrigo Andrade; Paulo Sérgio (Vander) e Kayke (Antonio Carlos).
Já o Fluminense atuou com: Klever; Maycon (Diego), Sandro, Rodrigo e Robson (Felipe); Fernando, Mayaro, Caio e Tartá; Alan (Anderson Gaúcho) e Léo Itaperuna.
Foto: Mário Oliveira/Divulgação/Fluminense

Morre o criador do Gatorade



O médico norte-americano Robert Cade, inventor da bebida esportiva Gatorade – repositor energético preferido de 10 entre 10 pessoas que praticam esporte –, morreu nesta terça-feira, 27 de novembro, aos 80 anos, por problemas renais, segundo informações de agências internacionais.
Cade criou a bebida junto com outros pesquisadores, em 1965, para ajudar a hidratar os jogadores de futebol americano da Universidade da Flórida, que sofriam sucessivas derrotas pelo inclemente calor da região.
O produto conquistou 81% do mercado deste tipo de bebidas e hoje é vendida em todo o mundo, com mais de 50 sabores.

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Lutas históricas na tela da TV

Nos últimos anos, os fãs do boxe profissional ficaram privados de acompanhar mais de perto o seu esporte devido aos interesses comerciais dos promotores das lutas e das grandes redes internacionais de comunicação que detêm os direitos de transmissão. A modalidade simplesmente “sumiu” da tevê aberta e, mesmo nos canais pagos, as grandes disputas de título mundial só estão disponíveis no sistema pay-per-view (aquele em que o assinante paga uma taxa extra para assistir a determinados programas).
Mas, felizmente, os amantes do esporte ainda podem curtir verdadeiras “jóias” raras do boxe como a série Boxe Clássico, que a ESPN Internacional (canal 60 da Net) apresenta aos domingos à noite, em horário variável. São lutas históricas, apresentadas na íntegra, como as da gloriosa carreira de Mohamed Ali desde os tempos em que se chamava Cassius Clay. Os confrontos contra o argentino Oscar Bonavena e Sonny Liston (foto) e o legendário combate em que Ali demoliu George Foreman foram alguns dos programas já apresentados.
Vale a pena conferir e acompanhar a programação.

Flamengo perto do bi da OPG


O Flamengo deu um grande passo para conquistar o bicampeonato do Torneio Octávio Pinto Guimarães (OPG) de juniores. Com Paulo Sérgio, Kayke, Thiago Sales e Marcinho em campo, o time rubro-negro não tomou conhecimento do Fluminense e aplicou uma goleada de 5 a 0 no rival, no primeiro jogo da final da competição.
A partida decisiva será nesta quarta-feira, às 15h, ainda sem local definido (a diretoria tricolor vai escolher entre Xerém ou Laranjeiras).
O Flamengo, do técnico Adílio, entrou em campo com Paulo Victor, Davidson, Anderson, Thiago Sales, Leo Ribeiro, Marcinho, Diego Moura, Erick Flores (William), Rodrigo Andrade (Wander), Kayke, Paulo Sergio (Bruno Mezenga).
Já o Fluminense, comandado por Edgar, jogou com Kléver, Renan, Sandro, Rodrigo, Diego, Mayaro, Fernando, Noel (Felipe), Tartá, Leo Itaperuna e Alan (Vinicius).

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Fla x Flu na decisão da OPG

Uma versão júnior do mais tradicional clássico carioca decidirá, em dois jogos, o Torneio Octávio Pinto Guimarães (OPG). Flamengo e Fluminense se classificaram para a fase final da competição nesta quarta-feira, 21 de novembro, deixando de fora os tradicionais rivais Botafogo e Vasco, respectivamente.
Jogando em casa, o Flamengo perdeu para o Botafogo por 1 a 0, mas como havia vencido a primeira partida pelo placar de 2 a 0, o rubro-negro poderia perder por até um gol de diferença.
Já o Fluminense (foto), mesmo jogando na casa do adversário, goleou o Vasco por 5 a 0, após ter vencido o rival por 2 a 1 em Xerém no último sábado, no primeiro jogo da semifinal do OPG.
O técnico tricolor Edgar Pereira fez questão de manter os pés no chão após a goleada. “Foi um placar atípico. Tivemos um aproveitamento excepcional no ataque. O Vasco tem uma excelente equipe e um ótimo treinador. Foi um ótimo resultado, mas ainda não ganhamos nada. Temos um jogo muito difícil contra o Flamengo”, disse.
Por sua vez, o ex-craque Adílio, técnico do time de juniores do Flamengo comentou o que espera da decisão contra o Fluminense. “Será um grande jogo. O Fla-Flu será um confronto entre as duas melhores equipes do torneio. O importante é focar na decisão e trabalhar para fazer uma bela apresentação na final”.
O primeiro jogo da decisão será neste sábado, dia 24, às 15h na Gávea.
Foto: Mario Oliveira/Divulgação/Fluminense

Brasil é campeão invicto no basquete juvenil


A seleção brasileira juvenil masculina de basquete conquistou, invicta, o título da 6ª Copa Saludcoop Internacional, disputada durante oito dias em quatro cidades da Colômbia. Na partida final, o Brasil ganhou do Uruguai por 76 a 50.
Na primeira fase, a equipe dirigida pelo técnico Ricardo Guimarães, o Cadum (ex-jogador da seleção principal do Brasil), ganhou do Panamá, Venezuela e República Dominicana. Na segunda fase, duas vitórias sobre o Miami Tropics (EUA) e o Paraguai. Na semifinal, o Brasil derrotou a Argentina por 72 a 70.
“Foi gratificante esse título porque ganhamos das equipes mais fortes da competição sem deixar nenhuma dúvida sobre a qualidade e o potencial do basquete brasileiro. Com certeza, as partidas mais difíceis foram contra a Venezuela, na primeira fase, e a Argentina, na semifinal, mas o grupo mostrou muita técnica e determinação para conseguir a vitória. Com certeza, esses jogadores irão dar novas alegrias para o Brasil”, disse Cadum.
Entre os jogadores que se sagraram campeões invictos na Colômbia, quatro defendem equipes cariocas: Assis Cardoso (Fluminense), Frederico Santos e Ian Matos (Clube Central), e Rafael Silva (Vasco da Gama).
Na foto, Ian Matos, um dos destaques cariocas da seleção juvenil campeã
Foto: Divulgação/CBB

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Jogada de placa


O sensacional drible “vai pra lá que eu vou pra cá” que o craque Robinho aplicou sobre o lateral direito De La Cruz, na vitória de 5 x 0 da seleção brasileira sobre o Equador, no Maracanã, vai ficar imortalizado no maior estádio do mundo.
O secretário estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Eduardo Paes, anunciou que o feito será homenageado com uma placa no Maracanã.
“O drible do Robinho, que jogou pela primeira vez com a camisa do Brasil no Maracanã, foi a cereja do bolo: tornou ainda mais espetacular uma noite em que comemorávamos o retorno da seleção ao estádio, que estava lotado de famílias assistindo a linda goleada dos nossos jogadores” – justificou o secretário.


Foto: Divulgação/CBF

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Para lembrar de Domingos da Guia

Hoje, 19 de novembro, se fosse vivo, Domingos Antônio da Guia completaria 96 anos de idade. Para as novas gerações, que talvez tenham ouvido falar este nome apenas de passagem, num país que prima por não cultuar a sua memória, trata-se, simplesmente, de um dos mitos do nosso futebol, que no final da década de 40 foi considerado “o maior jogador brasileiro de todos os tempos”, e de um zagueiro que não por acaso ganhou o apelido de Divino Mestre.
Domingos da Guia foi revelado pelo Bangu, assim como três irmãos e o filho Ademir da Guia, maior ídolo da história do Palmeiras. Zagueiro clássico e de excelente técnica, defendeu ao longo de sua gloriosa carreira, além do Bangu e da seleção brasileira, o Nacional do Uruguai, o Vasco da Gama, o Flamengo, o Corinthians e o Boca Juniors da Argentina, sendo ídolo em todos esses clubes.
O irmão de Domingos, Ladislau da Guia, foi o maior artilheiro da história do Bangu (com 215 gols), clube que revelou as duas gerações de craques para o futebol brasileiro.

Voltaço e Americano se reforçam para o Estadual

Pedro Leonardo
pleonardo@gmail.com

O Volta Redonda já se prepara para a disputa do Campeonato Carioca. O time da Cidade do Aço apresentou dois velhos conhecidos da torcida: o goleiro Lugão e o atacante Léo Guerra. Ambos faziam parte do time de 2005, campeão da Taça Guanabara e vice-campeão estadual.
O último clube de Lugão foi o Ituano. Antes, teve passagens por Nova Iguaçu e Guanabara. Em 2005, após o Estadual, o goleiro se transferiu para o Fluminense, mas não chegou a atuar. Exames detectaram uma inflamação no coração do atleta, que foi dispensado.
Já o atacante Léo Guerra retorna ao clube após dois anos atuando pelo Naval, de Portugal.
Quem também anuncia novidades é o Americano, de Campos. O presidente do clube, César Gama, anunciou o acerto com o técnico Vitor Hugo, do Gama-DF. Vitor vai comandar o time do Distrito Federal nos dois últimos jogos da Série B do Brasileirão e deve chegar a Campos no próximo dia 26.
Segundo o jornal Folha da Manhã, do norte fluminense, o novo técnico teria indicado três jogadores do Gama: o zagueiro Denis, o volante Ralf e o atacante Ésley.

O atacante Ésley (foto), do Gama, é um dos reforços pretendidos pelo Americano para a temporada 2008.

NÃO DEIXE DE LER TAMBÉM NESTE BLOG

Jovens carentes disputam Olimpíada Carioca
Postada em 24 de outubro
Virgínia Freitas, no CLICK AGITO do Milton´s
Postada em 16 de outubro
As lições do Pan
Postada em 15 de outubro

Presidente do Flu, em campanha, ganha cargo na Fifa

Jogando todas as fichas para tentar se reeleger no próximo dia 27, o presidente do Fluminense, Roberto Horcades, ganhou um senhor presente de seu amigo e paciente Ricardo Teixeira. Indicado pelo presidente da CBF, o dirigente tricolor é o mais novo membro da Comissão Estratégica da Fifa, órgão que ficará responsável pela organização das Copas do Mundo de 2010, na África do Sul, e de 2014 no Brasil.
Para se ter uma idéia de injeção de prestígio que isso significa na candidatura de Horcades, somente, além dele, outro presidente de clube de futebol do mundo integrará este comitê: Joan Laporta, do Barcelona, que também teve o nome indicado e homologado pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter. Horcades, vale a pena lembrar, é o cardiologista particular de Ricardo Teixeira e priva da sua intimidade.
Roberto Horcades, que encabeça a chapa Sempre Tricolor – Por um Flu unido e vencedor, terá como concorrentes o advogado Peter Siemsen, da chapa Fluminense Unido e Forte, e o empresário Paulo Mozart, pela chapa Tricolor de Coração. Todos sonhando em comandar o Fluzão na campanha da Libertadores 2008.

Na foto, reproduzida do site de campanha do candidato Roberto Horcades, o presidente tricolor aparece ao lado de seu velho amigo Ricardo Teixeira, presidente da CBF

Fla, Flu e Vasco serão o Rio na Copinha 2008

Pedro Leonardo
pleonardo@gmail.com

A Federação Paulista de Futebol divulgou os 22 grupos da Copa São Paulo de Juniores 2008. A competição, que será realizada entre 5 e 25 de janeiro, vai reunir 88 clubes de todo o país.
Flamengo, Fluminense e Vasco serão os representantes do Rio. Botafogo e São Cristóvão, que disputaram a Copinha no ano passado, não participam desta edição.
O clube da Gávea, que não passou da primeira fase em 2007, está no grupo N, sediado em São José dos Campos. Os adversários são o Ypiranga (Amapá), Nacional (Amazonas) e São José (São Paulo).
No grupo O, com jogos em São Carlos, estão: Fluminense, São Carlos-SP, Mogi Mirim-SP e Gurupi (Tocantins). O Tricolor foi o melhor carioca na última edição da Copa SP. Chegou às quartas-de-final, quando foi eliminado pelo São Paulo.
O Vasco, outro que não se classificou para a segunda fase este ano, vai jogar em Taubaté pelo grupo S. Seus adversários são Paysandu (Pará), Vila Aurora (Mato Grosso) e Taubaté (São Paulo).
O atual campeão é o Cruzeiro, que está no grupo V (Hortolândia), junto com SEV/Biônico-SP, Mirassol-SP e Iraty-PR.
O Fluminense é o segundo maior vencedor da Copa São Paulo de Juniores, com cinco títulos. Fica atrás apenas do Corinthians, dono de seis taças. Vasco e Flamengo venceram o torneio uma vez cada.

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Saldanha do princípio ao fim

A Companhia Editora Nacional acaba de lançar uma obra de leitura obrigatória para quem curte verdadeiramente o mundo do esporte, particularmente o futebol. João Saldanha – Uma Vida em Jogo, de autoria do jornalista André Iki Siqueira, reconstitui os 73 anos de vida do mais consagrado comentarista esportivo do país, sua personalidade e carreira.
O jornalismo, as aventuras, a paixão pelo Botafogo, as brigas, os debates, as frases antológicas e seu amor pela vida e pelo povo brasileiro estão nas páginas deste livro de 552 páginas, ilustrado com 192 fotos.
Considerado o mais popular e polêmico entre os jornalistas esportivos brasileiros, João Saldanha viveu seu maior momento como técnico de futebol na preparação da seleção para a Copa do Mundo de 1970. Segundo o autor, o livro pretende resgatar a figura desse gaúcho mais carioca do que muitos cariocas, “um personagem iluminado que por variados motivos acabou, injustamente, morrendo quase na sombra”. O livro já está à venda nas principais livrarias do Rio, ao preço de R$ 64,00. Uma excelente dica de presente para este Natal!

POR ONDE ANDA?




Paulinho Criciúma: o multi-profissional

Aos 45 anos, Paulo Roberto Rocha, mais conhecido como Paulinho Criciúma, ainda é lembrado com carinho pelos botafoguenses, após o glorioso bicampeonato estadual 1989/90.
Nascido em 30 de agosto de 1961 na cidade catarinense que originou seu apelido, Paulinho Criciúma começou a carreira de jogador pelo próprio Criciúma Esporte Clube, ainda na década de 70. Em 1983, foi contratado pelo América de São José do Rio Preto (SP) e em apenas dois anos já se consagrava como o “chuteira de ouro” – prêmio instituído pelo jornalista Wilson Roveri, em Ribeirão Preto aos destaques do time rubro.
Não demorou para que despertasse atenção de outros clubes. Transferiu-se para o Bangu que viria a ser vice-campeão brasileiro em 1985. Porém, no mesmo ano, foi emprestado ao Posco, da Coréia do Sul, só retornando ao time de Moça Bonita duas temporadas depois, jogando então ao lado do zagueiro Mauro Galvão e do ponta-direita Marinho, dentre outros.
Aliás, com esses dois companheiros, o meia-direita, às vezes centroavante Paulinho foi parar no Botafogo, em 1988. O trio, simplesmente, derrubou um jejum de 21 anos sem títulos do alvinegro, com o bicampeonato Carioca (89/90). Depois deste triunfo, Paulinho foi vendido para o Internacional de Porto Alegre, mas teve uma passagem apagada pelo Colorado e acabou transferindo-se para alguns clubes do exterior, como Toyota, do Japão (1991 e 1992); Los Angeles Salsa, dos Estados Unidos (1993 e 1994); Montreal, do Canadá (1995) e, finalmente, Atlético Celaya, do México (1995 e 1996), onde encerrou a carreira aos 35 anos.
Para o jogador, seu futebol poderia ter durado mais alguns anos, mas com a perda de seu pai e o desinteresse dos grandes clubes brasileiros, sua trajetória pelos gramados se encerrava.
Longe do futebol, Criciúma dedicou-se ao ramo da educação. Comprou um colégio na sua cidade e o dirigiu integralmente até 2000, quando resolveu resgatar o futebol, na carreira de técnico.
Logo em sua estréia, treinando a equipe piauiense do 4 de Julho, conseguiu um vice-campeonato estadual. Em 2001, já estava pelos gramados baianos, dirigindo a equipe do Barreiras e, no ano seguinte, o Camaçari. Curiosamente, seu colégio continuou em funcionamento até 2004.
A carreira de técnico, intercalada com a administração do colégio e até como comentarista numa rádio em Criciúma, acabou sendo interrompida no ano passado, quando assumiu o comando do Criciúma. Trinta e dois dias, três derrotas e uma vitória depois foi demitido e saiu decepcionado com os dirigentes.
O ano de 2006, aliás, foi um ano de muitos acontecimentos para Paulinho Criciúma. Além da decepção na carreira de técnico, ficou viúvo e precisou cuidar sozinho de um casal de gêmeos botafoguenses, de 10 anos: Luca e Lara.
Num recomeço de vida, Paulinho trocou sua cidade natal por Florianópolis e vem se dividindo há um ano entre as atividades de empresário de jogadores e vendedor de seguros de cargas. E ainda pretende abrir um banco de empréstimo consignado.
Embora esteja com tanto trabalho, não esconde que o grande sonho ainda é trabalhar direta e exclusivamente no futebol, seja como treinador ou comentarista esportivo.
Enquanto não realiza seu sonho, vai indicando jogadores a grandes clubes como o atacante Jaílson, que foi artilheiro do Paulista na Série B do Brasileirão 2006 e esteve no Corinthians no início do ano, e o volante Leandro Guerreiro, no Botafogo, seu clube de coração.

FICHA TÉCNICA:
Posição: meia-direita / centroavante
Nascimento: 30/08/1961 – Criciúma-SC
Clubes: Criciúma (1976-1982); América São José do Rio Preto (1983); Bangu (1984 /1987); Posco - Coréia (1985-1986); Botafogo (1988-1990); Internacional (1991); Toyota -Japão (1991-1992); Los Angeles Salsa – EUA (1993-1994); Montreal - Canadá (1995); Atlético Celaya-MEX (1995-1996).
Títulos: campeão sul-coreano pelo Posco em 86; bicampeão estadual do Rio em 1989 e 1990 pelo Botafogo; e campeão da Copa Konica em 1991 pela equipe do Toyota.
O que faz hoje: empresário de jogadores e vendedor de seguros de cargas.

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Raposa no galinheiro: aliado de Teixeira vai tratar da Copa de 2014 na Câmara

Depois do lobby bem articulado que derrubou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigaria a malfadada e suspeitíssima parceria entre o Corinthians e a MSI, o Congresso Nacional deverá continuar refém da influência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), segundo denuncia o jornalista Lúcio Lambranho, em matéria publicada no site Congresso em Foco.
Como informa o jornalista, a subcomissão da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados – criada justamente para ajudar o governo federal e a própria CBF na organização da Copa de 2014 – será presidida por um aliado de primeira hora de Ricardo Teixeira, mandatário da entidade máxima do futebol brasileiro.
Trata-se do deputado José Rocha (PR-BA), conhecido representante da chamada “bancada da bola” e que teve atuação destacada em favor dos cartolas do futebol na extinta CPI da Nike-CBF (2001). Na época, o relator da comissão, Silvio Torres (PSDB-SP), atribuiu 13 crimes ao presidente da CBF e pediu o indiciamento do cartola e de outras 32 pessoas. Como todos sabem, acabou em pizza.
Além de trabalhar como um dos principais articuladores dos dirigentes para barrar a CPI do Corinthians, o deputado baiano está na lista de doações de campanhas da CBF desde as eleições de 2002, conforme relata Lambranho em seu texto.
Ainda segundo a matéria, naquele ano (2002), o deputado Rocha teria recebido R$ 100 mil da confederação. Já no ano passado, a entidade teria doado mais R$ 50 mil para o deputado, que exerce atualmente o seu quarto mandato.

Quatro grandes estão perto das semifinais do OPG de futebol júnior

Flamengo e Vasco estrearam com vitória nas quartas de final do Torneio Octávio Pinto Guimarães (OPG) de futebol júnior, em rodada realizada no sábado, 10 de novembro. Os rubro-negros derrotaram a equipe do Sendas EC pelo placar de 3 a 0, enquanto os vascaínos superaram o time do Madureira por 2 a 1. Fluminense e Botafogo, por sua vez, empataram seus jogos contra o Volta Redonda e Cabofriense, respectivamente, pelo mesmo placar: 1 a 1. Os jogos de volta, que apontarão os quatro semifinalistas da competição, acontecerão nesta quarta-feira, dia 14.

Fla e Vasco levam vantagem
Com a vitória em Conselheiro Galvão sobre o Tricolor Suburbano, a equipe de juniores do Vasco, treinada por Toninho Barroso, ficou numa excelente situação, pois vai pegar o adversário no Vasco Barra precisando apenas de um empate para passar à próxima fase do torneio. Os gols desse primeiro jogo contra o Madureira foram marcados pelo zagueiro Pablo e pelo atacante William.
Na mesma situação confortável se encontra o Flamengo. Atual tricampeão estadual e detentor do título do OPG, o rubro-negro deu um grande passo para a classificação ao vencer o Sendas em São João de Meriti, com gols de Kayke (foto), Bruno Mezenga e Diguinho. O time é comandado pelo ex-craque Adílio.

Tricolores e alvinegros correm atrás
Mesmo com o reforço do apoiador Tartá e do atacante Léo Itaperuna, liberados pelo técnico Renato Gaúcho, dos profissionais, o time de juniores do Fluminense não conseguiu passar de um tímido empate com o Volta Redonda por 1 a 1, no jogo de ida das quartas de final do OPG. A partida foi disputada no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda, e o gol tricolor foi marcado por Léo (foto). O jogo de volta, que será disputado no Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras, em Xerém, será decisivo para os tricolores. Uma vitória simples classifica o Fluminense para a próxima fase e um empate por qualquer placar leva a decisão da vaga para os pênaltis.
O mesmo vale para o Botafogo, que enfrenta os garotos de Cabo Frio no Caio Martins, em Niterói, disposto a prosseguir na disputa pelo título do OPG.
(Fotos: Agência Fla e Fotocom.net)

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Remanejamento de jogos do Brasileirão pode ferir Estatuto do Torcedor

Para atender aos interesses da Rede Globo, que ficou com um buraco na grade de programação devido ao fracasso dos times brasileiros na Copa Sul-Americana, a CBF fez um remendo na tabela do Campeonato Brasileiro, transferindo para quarta-feira jogos programados para rodadas dos finais de semana.
Contudo, é bom lembrar que o Estatuto do Torcedor estabelece, no artigo 9º, que o regulamento e as tabelas da competição têm que ser divulgadas até 60 dias antes do seu início. De acordo com a tabela do Brasileirão 2007, o jogo Juventude x São Paulo, realizado na quarta-feira, 7 de novembro, às 21h45, estava marcado para o domingo anterior (dia 4) às 16 horas. Da mesma forma, Palmeiras x Fluminense, que jogarão no dia 14 – também depois da novela da Globo – deveriam se enfrentar às 16h do próximo domingo.
O Estatuto, no parágrafo 5º do próprio artigo 9º, diz que “é vedado proceder alterações no regulamento da competição desde a sua divulgação”, salvo nas hipóteses de apresentação de novo calendário anual de eventos oficiais para o ano subseqüente ou após dois anos de vigência do mesmo regulamento.
Quanto a alterações na tabela, a lei não é tão clara, mas o artigo 16, inciso I, dispõe que “é dever da entidade responsável pela organização da competição confirmar, com até 48 horas de antecedência, o horário e o local da realização das partidas em que a definição das equipes dependa de resultado anterior”.
Nenhum artigo, parágrafo ou inciso do Estatuto prevê que a tabela do campeonato possa ser alterada ao sabor de interesses comerciais da empresa que detém os direitos de transmissão do certame. Com a palavra, então, os especialistas em Direito...

Madureira não quer ser figurante


Se depender da vontade e dos esforços da diretoria do Madureira, o clube não fará apenas figuração no próximo Campeonato Carioca. O presidente Elias Duba confirmou o projeto de fazer um time competitivo na próxima temporada, que lutará por mais um título inédito do clube.
“Neste momento estamos tratando do futuro dos jogadores que tínhamos no elenco. Os que tinham idade de juniores já retornaram aos treinos da categoria, alguns foram liberados para negociar com outros clubes e outros continuam no Madureira e estão de férias. A reapresentação do grupo será dia 26 de novembro”, informou o presidente.
Duba e a diretoria do Madureira já estão de olho nos jogos da Série C e Série B do Campeonato Brasileiro em busca de revelações para atuar no Estadual Carioca.
“Estas competições estão com um nível muito bom e podemos tirar proveito disso. Além desses jogadores que iremos buscar pelo Brasil, ainda teremos o retorno dos atletas que pertencem ao clube e estão emprestados, casos do lateral-esquerdo Amarildo, do atacante Muriqui e do volante André Paulino, todos no Avaí-SC, além de outros como o goleiro Bruno Garcia e o zagueiro Paulo César. Viremos forte no Estadual”, prometeu.
Para o comando técnico, o presidente do Madureira confirmou que a idéia é trazer novamente Alfredo Sampaio, que esteve à frente do time nos dois últimos campeonatos cariocas. Alfredo, que atualmente dirige o Avaí-SC na Série B, foi o treinador do principal título da história do Madureira, a Taça Rio de 2006.

TCU vai fiscalizar os gastos com a Copa do Mundo de 2014

O Tribunal de Contas da União (TCU) vai criar um grupo de trabalho para acompanhar a organização da Copa do Mundo de 2014, que será sediada no Brasil.
O grupo deverá fiscalizar as ações para execução do evento esportivo desde o início dos processos licitatórios, segundo informou o ministro do TCU Aroldo Cedraz (foto), autor da proposta.
“O governo vai acabar assumindo encargos, sejam financeiros ou de articulação dos atores envolvidos na Copa de 2014. Ou seja, nós, do TCU, seremos, de qualquer forma, demandados para fiscalizar”, disse o ministro.
Os investimentos totais para a realização da Copa ainda não foram anunciados pelo governo, mas o ministro do Esporte, Orlando Silva, adiantou que os recursos virão de parcerias entre o poder público e a iniciativa privada.
Na avaliação de Cedraz, além de investimentos em instalações esportivas, a Copa vai demandar recursos em infra-estrutura, saneamento, transportes e segurança, que caberão à esfera pública.
“Sabemos que boa parte dos investimentos será da iniciativa privada, mas tantos outros serão de responsabilidade do poder público. Grande parte desses recursos será, com certeza, de origem da União. Serão investimentos vultosos e, como recursos públicos, merecem ser aplicados da melhor maneira possível”.
Este ano, o TCU acompanhou a organização dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. Após apresentar um relatório apontando irregularidades na contratação de empresas e no fornecimento de materiais, o órgão determinou a suspensão do pagamento de convênios e contratos firmados para os Jogos.
Para Cedraz, o acompanhamento das ações para a Copa desde o início do planejamento deverá evitar “surpresas” como as irregularidades encontradas na fiscalização do Pan.
As informações são da Agência Brasil.

Foto: José Cruz/ABr

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Somente quatro equipes disputam o Estadual adulto de basquete feminino

O Fluminense estreou com vitória no Campeonato Estadual Adulto feminino de basquete, ao bater, no ginásio das Laranjeiras, o Grêmio Recreativo e Esportivo Mangueira por 101 a 50, no sábado, dia 3 de novembro. As cestinhas da partida foram a armadora tricolor Ivana da Silva e a pivô Clarissa dos Santos, também do Flu, ambas com 18 pontos.
Na primeira rodada do campeonato, realizada exatamente um mês antes – no dia 3 de outubro – o time da Liga Teresopolitana surpreendeu o atual campeão estadual feminino, o Botafogo, ao vencer por 71 a 63. As alvinegras saíram na frente e venceram o primeiro quarto por 14 a 12. No segundo período, mantiveram o mesmo ritmo e fecharam na frente (27 a 20).
Após o intervalo, a equipe de Teresópolis reagiu e fechou o terceiro quarto em 19 a 14. No último e decisivo período, a Liga não deu chances de reação ao Botafogo e terminou o quarto em 20 a 8. As cestinhas da partida foram Márcia e Suellem, da equipe de Teresópolis, e a alvinegra Camila Lacerda, todas com 16 pontos. O jogo aconteceu no Ginásio da Universo, em São Gonçalo.
O Estadual de basquete feminino adulto está sendo disputado apenas por quatro equipes – Fluminense, Botafogo, Liga Teresopolitana e Mangueira ­– que contam com os seguintes times base:
Fluminense FC: Ivana, Carolina, Clarissa, Juliana, Kasila, Natália, Tarsila, Mariana, Gabriella, Nayara. Técnico: Guilherme Vos.
Mangueira: Ana Luíza, Renata, Carolina, Cyndell, Ingrid, Letícia, Thamires. Técnico: Samuel Belarmino.
Liga Teresopolitana: Edjane, Cleomara, Teresa, Márcia, Kelly, Suellem, Sílvia, Ana Maria, Marcela. Técnico: Antonio Sobral.
Botafogo: Andressa, Renata, Camila, Alana, Helena, Andréa, Joseane. Técnico: Orlando Assunção.

Quem disse que comer engorda?


Este é o sugestivo título do livro em que a médica nutróloga Paula Cabral mostra que combinação de determinados alimentos dentro do organismo faz com que eles fermentem e, com isso, o total de calorias ingeridas se torne muito maior do que se fossem comidos isoladamente ou combinados de outra forma.
A autora, que é diretora da clínica Hagla, em Campos (RJ), afirma que “comer não engorda, o que engorda é a maneira como você consome os alimentos. Os 15 mil pacientes já beneficiados por esse método emagreceram sem contar calorias, sem pesar alimentos, sem usar remédios e sem usar produtos lights ou diets”.
A própria médica foi a primeira a se beneficiar desse programa. Há alguns anos atrás, quando estava para se decidir pela profissão a seguir, Paula Cabral tinha um peso 30 kg maior do que tem hoje. Seu peso atual é mantido há vários anos.
Sua dieta se baseia na fisiologia e na absorção dos nutrientes de acordo com as etapas da digestão. “Nosso organismo tem uma maneira própria de funcionamento, e se o respeitarmos ele também nos respeitará” – diz Paula. “Frutas na comida, sobremesa após o almoço, doces com salgados, todas essas combinações fermentam muito e se tornam mais calóricas. A pessoa acha que está ingerindo uma quantidade X de calorias, quando na verdade pode estar ingerindo duas ou três vezes mais”.
A médica também mostra como diferenciar “fome” de “apetite”. Para ela, apetite é desencadeado por “carência psicológica, ansiedade, tempo ocioso e frustração. Fome é diferente, fome não se importa se o alimento está frio ou quente, se é doce ou salgado, bonito ou feio. Fome não dá em intervalo de novela” completa a autora.
Paula Cabral mostra no livro os hábitos que também precisam ser incorporados à vida de quem quer perder e manter o peso: “Quem começa uma mudança na alimentação desencadeia mecanismos de desintoxicação, por isso as toxinas devem ser diluídas tomando-se muita água durante o dia. Após a diluição, as toxinas são eliminadas pela língua, pela urina, pelas fezes e pelo suor. Daí a importância da escovação da língua, da transpiração, diurese e evacuação, coisas que também explico na obra”.
Paula Cabral é membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), pós-graduada em Medicina Estética e membro da Associação Internacional de Medicina Estética (Asime) e da Sociedade Brasileira de Medicina Estética (SBME).
Quem Disse que Comer Engorda?, da Editora Idéia e Ação, já está à venda nas livrarias por um preço “magro”: R$ 23,00.

Seleção cadete feminina treina forte para o Sul-Americano de basquete

A seleção brasileira cadete feminina de basquete já está treinando com intensidade, no ginásio Municipal de Cabo Frio (RJ), para o 14º Campeonato Sul-Americano, que será disputado de 19 a 25 deste mês, em Loja, no Equador. O Brasil terá como adversários Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela. De acordo com o regulamento, as sete equipes se enfrentaram em turno único, sendo campeã a que somar o maior número de pontos.
A delegação brasileira ficará treinando em tempo integral até o próximo dia 13. Segundo o técnico César Guidetti, o tempo de preparação não será problema para o sucesso do grupo no Sul-Americano. “Daremos ênfase à parte tática, visando aos jogos do campeonato. Vamos observar os pontos fortes e fracos para otimizar as características de cada atleta dentro da nossa filosofia. Nessa época do ano, a maioria das atletas está na melhor forma, com ritmo de jogo, pois estão participando dos estaduais, e já disputaram os brasileiros de base” — explicou o treinador.
Guidetti diz ainda que está muito confiante no potencial da equipe e que o objetivo é recuperar o título sul-americano. “Estamos realmente muito motivados, confiantes no talento desse grupo. É uma geração forte, que conta com atletas privilegiadas física e tecnicamente em todas as posições. Temos pivôs altas e armadoras rápidas. Com certeza, vamos ao Equador lutar pelo título e temos todas as condições de alcançar esse objetivo”.
Entre as 18 convocadas pelo técnico Guidetti, entretanto, apenas duas atuam por equipes do Rio de Janeiro: a pivô Erica Bartosch, de 15 anos e 1,80m, que joga no Tijuca Tênis Clube; e a armadora Patrícia Brunharo, 16 anos e 1,64m, do Botafogo.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Estadual masculino de vôlei já está rolando. Você sabia?

Uma das razões pelas quais a melhor seleção de voleibol do planeta não tem sequer um representante do Rio de Janeiro é o quase total ostracismo que a modalidade vive em nossa cidade. Em parte, por falta de interesse dos clubes em investir em equipes principais, e na outra ponta, pelo pouco empenho da Federação estadual em promover e divulgar seus campeonatos.
Apesar de todos os empecilhos, está rolando desde outubro o campeonato estadual de vôlei masculino, categoria adulto. Oito clubes estão na briga pelo título estadual de 2007: Flamengo, Botafogo, Tijuca, Cia.Athlética, Prosport Macaé, Fundação Municipal de Campos, Teresópolis e Unipli (Universidade Plínio Leite), de Niterói.
O sistema de disputa do estadual é todos contra todos, com os quatro melhores se classificando para os playoffs finais. A última rodada da fase classificatória acontece no dia 18 de novembro.
No próximo dia 6, terça-feira, às 20 horas, o Flamengo – considerado um dos favoritos ao título – recebe em seu ginásio, na Gávea, o Botafogo, em jogo válido pela 7ª rodada. No mesmo horário, em casa, o Tijuca Tênis Clube enfrenta a Cia. Athlética.